Notícias

Pleito da Firjan: economia do mar mobiliza poder público e indústria pelo desenvolvimento do Rio

Com uma área litorânea de 636 quilômetros de extensão (8,6% do total brasileiro), o estado do Rio de Janeiro tem um grande potencial no desenvolvimento da chamada economia do mar, que em níveis globais deve gerar negócios de quase US$ 3 trilhões até 2030. A Firjan e o setor produtivo vêm debatendo com representantes do governo e do Legislativo estadual políticas públicas que catalisem essas possibilidades, gerando mais desenvolvimento para o Rio.

Os canais de diálogo estão abertos. O Executivo publicou, em 28/10, o Decreto nº 47.813/2021, que cria a Comissão Estadual de Desenvolvimento da Economia do Mar, responsável pela elaboração de políticas públicas para o segmento. Vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a comissão terá representantes da Assembleia Legislativa, Firjan, Sebrae, Fecomércio, Cluster Tecnológico Naval, universidades e dos setores de infraestrutura e logística, de óleo e gás, do turismo e da pesca.

Já a Alerj aprovou, em 3/11, o Projeto de Lei nº 4.698/21, criando a Política Estadual da Economia do Mar. O texto de autoria dos deputados Célia Jordão, Luiz Paulo e Waldeck Carneiro prevê que o Executivo deverá realizar a promoção e o fortalecimento do Cluster Produtivo e Tecnológico do setor, catalisando o desenvolvimento econômico do estado ao longo dos nove anos do Regime de Recuperação Fiscal. O texto mapeia 30 grupos de atividades econômicas relacionadas ao litoral fluminense.

“Saudamos essa ação importante para o estado, a qual, conjugada com a ação do Executivo, colabora para o melhor resultado das políticas públicas com foco na economia do mar e seus principais vetores: indústria naval e mercados de defesa e offshore, além dos demais setores envolvidos como extração de sal, setor náutico e de turismo, pescas artesanal e industrial, entre outros”, destaca Heber Bispo, coordenador da Cadeia de Valor de Petróleo, Gás e Naval da Firjan.

Segundo ele, a indústria fluminense vê com bons olhos os esforços alinhados em prol do fortalecimento e ampliação desse conjunto de atividades econômicas, fundamental para a retomada do Rio de Janeiro, com a criação de inúmeros empregos.

Dados do governo do estado indicam que o setor representa 44% do PIB fluminense, da pesca artesanal às indústrias naval e de petróleo, incluindo as atividades econômicas que não têm o mar como matéria-prima, mas que são realizadas nas suas proximidades. O estado tem 27% de seus municípios voltados para o mar, com população estimada em 11 milhões de pessoas, o que representa 67% do Rio de Janeiro.

Cluster promove evento

Na quarta-feira (10/11), às 15h, a Firjan e o Cluster Tecnológico Naval promovem live de divulgação dos resultados do Grupo de Trabalho Intersetorial – Reciclagem Naval, criado para mapear e interagir nos processos administrativo-legais relacionados à reciclagem de embarcações. O evento faz parte da comemoração do 2º aniversário do Cluster Naval Tecnológico.

Fonte: Firjan.

Assine nosso boletim e fique por dentro das notícias do setor

CONHEÇA OS BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS PARA ASSOCIADOS

  • REPRESENTATIVIDADE

    Ações junto ao poder público nas esferas municipais, estaduais e federais que buscam garantem melhorias no ambiente de negócios, como uma redução de impostos e atrasos ainda mais uma atividade industrial fluminense e simplificação de mercado que impactam uma competitividade da indústria.

  • COMPETITIVIDADE

    Ações que buscam fortalecer como empresas e gerar oportunidades de negócios, além de programas que oferecem condições especiais na compra de produtos e na contratação de serviços de empresas parceiras.

  • PRODUTIVIDADE

    Uma série de produtos e serviços que ajudam empresas de todos os portes a se tornarem ainda mais produtivas. Soluções integradas para produzir mais por menos.

  • QUALIDADE DE VIDA

    Produtos e serviços voltados para o desenvolvimento de ambientes laborais mais seguros e saudáveis, além de assessoria e consultorias para a implementação de soluções em segurança do trabalho, cursos e treinamentos.